5 motivos que levam sua controladora de pragas a não ter o sucesso esperado

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Como melhorar a gestão de minha controladora de pragas?

Existem vários motivos para alguém querer empreender no ramo de controle de pragas. Conheço várias histórias de como surgiram empresas do ramo aqui no Brasil. Infelizmente, pouquíssimas de sucesso. Não necessariamente porque tenham falido, mas também porque abrem e não conseguem crescer ou se desenvolver.

E por qual motivo a maioria fracassa em um mercado tão cheio de oportunidades? Vou elencar aqui alguns motivos:

Excesso de foco na aplicação de produto

Abrir uma empresa de controle de pragas não é saber aplicar produto. Sinceramente, isso é o de menos! Se você discorda, sinto lhe informar, mas você é um dos que tem grande chance de não dar certo. Espero que você não fique chateado ao ler isso, mas é a pura verdade! Espero que compreenda a oportunidade que tem para ver as coisas de uma forma diferente à partir deste texto.

Conhecer a parte técnica não faz de ninguém um bom empreendedor nem uma empresa de sucesso. Técnicos são formados em cursos, em treinamentos, em escolas, em universidades. Um empreendedor, não.

Não quero dizer que você não precisa estudar para saber o que faz em campo. É claro que precisa. Mas isso deve tomar um tempo CURTO dentro do seu processo de empreendedorismo. Você estuda, aprende, aplica e segue seu caminho. A cada 6 meses ou a cada ano você faz novos cursos para reciclagem. Quando novas tecnologias aparecem você estuda essas tecnologias e mais uma vez, segue seu caminho.

Não é raro ver que o foco dos empreendedores deste setor não está em empreender. O foco está no produto, na parte técnica, na aplicação. Horas e horas por dia em grupo de discussão tratando apenas disso.

Já imaginou se o foco do Bill Gates ou do Steve Jobs estivesse em escrever o código de seus programas em vez de ter foco total nas necessidades de seus clientes para que pudessem orientar seus programadores sobre os caminhos que deveriam utilizar no desenvolvimento? É claro que eles entendiam de programação, mas certamente não eram os melhores programadores de suas empresas, e não tinha como ser diferente! Eles estavam muito ocupados empreendendo.

Falta de preparo e de apoio para gestão

Eu falei há pouco que um empreendedor não se forma. E isso é verdade. Mas muitas empresas dão certo apesar de não serem gerenciadas por empreendedores natos. Isso acontece porque essas empresas tem uma BOA GESTÃO!

E é isso que falta para o mercado de controle de pragas. Falta gestão! Posso atestar que a maioria dos empresários desse setor não sabe o básico para controlar suas finanças. A maioria nunca leu nada à respeito de qual é a melhor forma de anunciar sua empresa. Poucos com quem já conversei sabiam dizer quais os percentuais de retrabalho dentro de sua empresa e menos ainda sabiam calcular preço para orçamentos de forma correta.

Deixe eu contar (ou lembrar a você) minha história. Em 2010, eu analisei esse mercado de dedetizadoras e percebi que era (e ainda é) de grande potencial. Em 2011, abri minha controladora de pragas em sociedade com outra pessoa. Meu foco foi total na gestão, eu media e trabalhava para melhorar cada um dos indicadores da minha empresa.

Resultado? Cinco anos depois vendi minha metade da empresa. Essa metade foi avaliada e vendida por R$ 900.000,00. Em menos de 5 anos!

Isso não foi por acaso! Foi resultado de uma boa gestão!

No título desse tópico também citei a falta de apoio. Perceba que o mercado tem pouquíssimas empresas especializadas em gestão. E isso não é por acaso. O mercado de controle de pragas não consome como deveria esse tipo de material. Não estou culpando o setor e os empresários do setor por nada, talvez minha percepção esteja invertida, talvez a falta de consumo se deva a falta de fornecedores.

Seja qual for o caso, valorize quem tenta levar gestão até você, consuma conteúdos de gestão e empreendedorismo. Seja você a diferença!

Muita conversa, pouco teste e menos medição ainda

Outra coisa que notei nesse mercado é que todo mundo faz tudo igual. Os empreendedores olham para o lado, prestam atenção no que a concorrência está fazendo (inclusive em relação a preços) e começam a repetir a fórmula. Fórmulas prontas são ótimas! Facilitam a vida. Mas você, por acaso, sabe se o que você está seguindo é uma fórmula de sucesso?

Vou dar um exemplo. Em 2011 me mandaram investir em listas online e listas impressas. Por que investir em lista telefônica impressa ou online? Porque os concorrentes estavam fazendo isso! Ok, bacana, isso é um começo, mas você sabe se isso está dando resultado? Você testou? Vou te dizer. Eu testei! O resultado foi terrível! Eu estava jogando dinheiro fora. E sabe o que descobri e fiquei ainda mais contente? Descobri que meus concorrentes estavam jogando dinheiro fora também, a diferença é que eu sabia e não ia fazer de novo e eles não, eles continuaram fazendo.

Eu deixei de gastar uma fortuna por ano enquanto eles continuavam “investindo”. Aí eu te pergunto, qual empresa se tornou mais competitiva, lucrativa e forte no mercado?

Quando o empreendedor testa, quando ele mede seu desempenho, ele pode decidir baseado em fatos qual o caminho a seguir. Mas isso exige primeiro gestão, depois que você inicie seus testes e meça seus resultados.

Pare de seguir cegamente todas as fórmulas prontas de mercado. A maioria delas é falsa! Eu posso te garantir isso! Inclusive conteste qualquer forma que eu já tenha te dado! Eu posso estar errado e a única forma de você saber é testando e medindo os resultados.

Claro que você vai encontrar bons exemplos por aí, mas a única forma de ter certeza é testando.

Fique atento! Não quero dizer que você precisa reinventar a roda. É claro que há alguns atalhos e fórmulas interessantes que você pode e deve seguir, o que estou dizendo é que você não deve seguir de olhos fechados. Algumas coisas que funcionam para seus concorrentes podem não funcionar para você e como já disse, algumas coisas que eles fazem nem mesmo dão certo.

Muito trabalho e pouca análise

As vezes converso com algumas pessoas que dizem não entender por que suas empresas não crescem se elas tem tanto trabalho, se esforçam tanto e estão sempre muito ocupadas. Antes de eu responder essa questão, dê uma olhada na imagem abaixo:

Esse peixe certamente parece muito cansado, está sempre fazendo alguma coisa e sempre ocupado. Mas ele está indo para algum lugar? Não!

O que quero dizer é que, apesar da sabedoria popular dizer o contrário, trabalhar muito não é sinônimo de sucesso. O que de fato vai te trazer sucesso é trabalhar do jeito certo. Para não deixar dúvidas eu quero explicar melhor o que acabo de dizer. Não quero dizer que você vai ter sucesso trabalhando pouco. Nunca vi alguém bem sucedido que trabalhe pouco. Para o sucesso é necessário trabalhar muito e do jeito certo. Mas estou cansado de ver gente que trabalha muito e não chega a lugar algum. Ou seja, trabalhar muito é essencial para o sucesso, mas trabalhar muito não é uma fórmula para o sucesso. A forma do sucesso é trabalhar muito e do jeito certo.

E qual é o jeito certo? Isso é o que você precisa decidir através de análises de resultados. Se os resultados são bons, continue. Se são ruins, você precisa mudar. Agora, não cometa primeiro erro que citei nesse artigo! Analise sua empresa como um todo e não apenas o aspecto operacional. Você precisa analisar o marketing, o financeiro, o administrativo, o RH, as vendas, seu site, seus procedimentos e muitas outras coisas essenciais a uma empresa sadia.

Então, antes de continuar fazendo o que você sempre fez, pare, olhe, pense! O trabalho que você faz está sendo feito da melhor forma? Existe alguma outra forma que te economize tempo? Existe alguma ferramenta no mercado que você poderia utilizar para maximizar seus resultados? Existe algum parceiro a quem você possa se unir para ter resultados melhores? Será que você não gasta muito tempo com atividades que não são essenciais para sua empresa e/ou que poderiam ser atribuídas a algum funcionário?

Pense nisso, repense sua empresa e sua atuação!

Excesso de decisões diárias, falta de padrão

Nunca vi uma empresa grande e bem sucedida sem padrões! E nunca vi um mercado tão despadronizado quanto o de controle de pragas. Isso não é uma crítica, apenas uma constatação. Não é uma verdade absoluta, afinal eu conheço apenas alguns mercados, mas me assustei quando vi o tamanho da resistência desse mercado em relação à padronização.

Dizer que a empresa deve padronizar seus produtos e aplicações parece ser pecado mortal. Logo começa o debate de que cada cliente é único, que devem-se fazer análises e aplicações caso a caso e etc. Bacana! Isso pode funcionar e te fazer parecer melhor que as outras empresas! Mas nesse caso você deve ser uma empresa extremamente diferenciada e que cobra muito, muito, muito caro por seus serviços!

Caso contrário, sua empresa é insustentável no longo prazo!

Deixa eu te contar uma curiosidade que vai te fazer repensar essa questão de fazer tudo caso a caso. Você sabia que o cérebro humano é capaz de tomar um número limitado de decisões por dia? E que depois que esse número de decisões é atingido você não consegue mais decidir e suas decisões se tornam totalmente aleatórias?

O motivo para que o Mark Zuckerberg (fundador do Facebook) use a mesma roupa praticamente todos os dias é esse! Imagine a quantidade de decisões que uma pessoa como ele tem que tomar todos os dias. Ele sabe que a cada decisão ele se desgasta. Então, ele decidiu minimizar as decisões diárias da vida, e uma delas foi não ter mais que decidir que roupa vestir. Ele usa sempre a mesma roupa e com isso economiza uma decisão diária, assim ele tem mais chances de acertas nas decisões importantes, o que para um homem na posição dele pode custar bilhões.

Não acho que você deva fazer o mesmo, mas planeje sua empresa para tomar o mínimo de decisões por dia! Padronize! Torne seus processos repetitivos e faça com que decisões operacionais diárias sejam diminuídas ao mínimo. Não tenho dúvidas de que isso vai te dar mais paz de espírito e vai fazer sua empresa crescer muito mais.


Espero que essas dicas tenham te ajudado. Caso queria mais dicas ou simplesmente trocar ideias, me adicione no Skype! Meu Skype é andre.such

Para conhecer algumas soluções que temos para te ajudar a atingir seus objetivos e desenvolver mais sua empresa entre em contato conosco por telefone ou email. Você também pode saber mais navegando nesse site.

Por último, deixe também um comentário sobre sua percepção do texto. Espero que você tenha gostado, mas caso não tenha achado bom ou interessante, eu também gostaria de saber o motivo!

Aguardo os comentários de todos!

22 thoughts on “5 motivos que levam sua controladora de pragas a não ter o sucesso esperado

  1. André;
    Nesses quatro anos de gestor de uma controladora de pragas eu vejo exatamente o que você falou.
    Padronização é algo importante para qualquer empresa.
    Verificação de indicadores e índices nos mostra para onde ir.
    Muito bom o texto, com certeza nos ajuda a refletir.

  2. Andre, muito bom o texto. Concordo com tudo o que diz. Existem algumas coisas que percebo travar as empresas. Falta de processos, análises e perda de tempo com coisas que não são essenciais. É muito importante suas considerações para todos que temos empresas. Não só controle de pragas, mas como qualquer negócio.

    1. Que bom que gostou, Leonardo!
      E sem dúvida, as dicas valem para qualquer tipo de empresa, mas a carência do mercado de controle de pragas me chama atenção.

    1. Fico feliz de saber que o texto te ajudou a refletir, Marlon! Espero que consiga fazer mudanças positivas na sua controladora.
      Se precisar de ajuda, pode nos procurar!

  3. Ótimas, dicas e alertas porque algumas temos conhecimento e não damos a devida importância dentro da empresa, previlegiamos ações imediatistas de resultados rápidos em vez de planejamento, análises constantes do negócio.

    Obrigado por dividir suas idéias e conhecimento, contribuindo para melhorar – evolução de como administrar uma empresa de controle de pragas de sucesso.
    Abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *