Como Assegurar o Sucesso do Seu Negócio Familiar

Em 1962, aos 44 anos, o norte-americano Sam Walton iniciou um empreendimento motivado pelo ideia de que grandes negócios eram resultado da seguinte fórmula: “preços baixos + bom atendimento”, algo em que os concorrentes dele não acreditavam. Nascia o Walmart, empresa familiar presente em 27 países (são mais de 11 mil lojas em todo o mundo).

Atualmente a rede emprega 2,2 milhões de associados e tem receita de US$ 476 bilhões por ano. Ah, e você leu certo… Walmart é um negócio familiar e pertence aos Walton até hoje.

Esse e tantos outros empreendimentos que conhecemos são gerenciados por famílias. É o caso da Volkswagen, Ford, Magazine Luiza, Gol Linhas Aéreas, Sadia SA, Globo Comunicação, apenas para citar algumas. E o que faz uma empresa ter sucesso ao ser gerenciada por integrantes de uma mesma família?

Antes de responder a essa pergunta, vamos a alguns números para entender melhor a realidade no Brasil. Estima-se que, no nosso país, existam seis milhões de empresas, de acordo com o IBGE. Desse número, 90% dos negócios são familiares!

Para começo de conversa, um dos grandes desafios nesse tipo de organização é estabelecer, entre os integrantes da família, uma separação muito clara entre o pessoal e o profissional. Embora seja uma dica óbvia, nem sempre é colocada em prática pelos proprietários e se reflete nos serviços prestados, por exemplo, pelas controladoras de pragas e empresas de outros setores.

Um negócio familiar nada mais é do que um empreendimento que tem como objetivo ser passado de geração em geração. Por isso é tão importante implementar uma cultura empresarial desde o início, por menor que seja o negócio.

Ter ferramentas de planejamento e controle acessíveis também faz toda a diferença e profissionaliza a empresa. Um ótimo exemplo disso é o SIS Controladoras, sistema de gestão para controladoras de pragas que é capaz de agilizar processos internos, aprimorar o atendimento aos clientes, diminuir custos, aumentar lucros.

 

O SIS Controladoras é o primeiro software de gestão do mercado realmente completo, totalmente integrado e com tudo o que a sua controladora de pragas precisa para ser gerenciada com sucesso. As empresas que já o utilizam apresentam uma taxa de crescimento muito acima da média da concorrência. Com o SIS é possível, por exemplo, gerar relatórios de rentabilidade de seus contratos. Esse relatório é tão valioso que consultorias no mercado cobram caro para fazer essa análise uma única vez.

Sistemas assim são verdadeiros investimentos. Com ele, a empresa investe na qualidade e capacitação da equipe, aspectos primordiais para crescer, se desenvolver no mercado e alcançar o topo.

O bom funcionamento de uma empresa familiar de sucesso depende ainda de:

  • Metas bem definidas: Muitos gestores ficam tão preocupados em resolver os problemas do dia a dia da empresa que esquecem de planejar o futuro. Escolha seguir pelo caminho oposto: invista tempo traçando objetivos de gestão e ações necessárias para um serviço de excelência pelos próximos anos.

 

  • Tomadas de decisão: Determine regras de atuação, de convivência. Defina o pró-labore mensal; separe contas pessoais das contas da empresa. Estabeleça processos (aqui um bom sistema te ajuda nessa tarefa, como já citamos o SIS) e descentralize informações.

 

  • Modernização e investimento em tecnologia: Ainda é possível observar relutância de certos empresários na hora de investir em tecnologia, o que retarda ou até mesmo impede o crescimento do negócio. Implantar novos conceitos de gestão estratégica faz parte da modernização de uma empresa, além da informatização e sistematização de atividades dentro dos conceitos de organização. Muitos gestores não têm amplo conhecimento em TI (tecnologia da informação) e demonstram receio com a hipótese de se tornarem dependentes de terceiros para a resolução de problemas, ou até mesmo para ter acesso às informações importantes sobre a empresa. Dessa forma, o benefício de obter dados mais precisos e seguros são inferiores ao risco que os empreendedores imaginam correr, ao depender de outras pessoas ou empresas para o uso dessas tecnologias.

 

  • Plano de sucessão: A escolha do futuro líder determina se o negócio terá sucesso ou não no futuro. Por isso, procure desenvolver papeis para todos os integrantes da família. Monte um plano de sucessão e crie um plano de transição. Os sucessores devem ter características empreendedoras e precisam estar preparados para assumir a empresa quando chegar o momento, e isso não acontece da noite para o dia. Então, prepare os integrantes da família, montando um suporte de guia funcional que deve auxiliar os sucessores na hora de assumir o negócio. O futuro papel do fundador da empresa também deve ser definido nesse momento.  

 

  • Gestão / Capacitação profissional: A ausência de uma preparação prévia para a entrada de herdeiros sucessores na organização é um ponto crítico das empresas familiares, e isso contribui diretamente para o declínio do empreendimento após a transição. Então, o ideal é elaborar um plano estratégico do negócio familiar. Defina os processos comerciais e operacionais, especialmente no que se refere à preço de produtos e serviços, tornando a empresa mais competitiva no mercado. Defina uma estrutura física pensando sempre na ampliação do negócio. Invista em novas tecnologias capazes de trazer inovação e maior produtividade. Crie ainda um contrato de compra e venda de cotas empresariais para os integrantes da família que atuam na empresa.