Como reduzir despesas durante uma crise?

Publicado em: 30 de julho de 2020
Categorias: blog
reduzir despesas

A crise gerada pelo fechamento dos comércios e mudança na rotina devido ao coronavírus deixou muitos empreendedores perdidos. Fidelizar clientes, reduzir despesas, encontrar novas maneiras de vender seu produto ou serviço são algumas das medidas tomadas por donos de controladoras de pragas e de muitos outros ramos.  

Mas crise também pode ser sinônimo de oportunidade, de olhar para fora da caixa, agir além da zona de conforto e, assim, encontrar soluções mais criativas e que até então andavam escondidas em ponto cego.

Reunimos algumas dicas para reduzir despesas que podem (e devem) ser adotadas em todas as épocas, incluindo as críticas, e que podem te ajudar a superar essa crise. Então não deixe de conferir!

Medidas para redução de custos

Uma crise, nada mais é do que um longo período sem crescimento do país, ou nesse caso, do mundo, quando comparados com tempos anteriores. Todos os setores sofrem impactos dessa situação, independente do tamanho. Porém, para pequenas e médias empresas, algumas consequências são mais sentidas. 

Analise sua situação e negocie gastos

Avalie todas as despesas atuais da sua controladora e identifique em quais aspectos a crise mais te atinge. Reorganize os gastos em categorias como: gastos necessários, gastos a negociar e gastos supérfluos. Em seguida, negocie gastos que podem ser enxugados.

Avalie se é possível negociar valores e prazos de pagamentos com fornecedores. Com frequência, em tempos de crise, reavaliamos os valores das nossas atitudes e identificamos oportunidades que sem a pressão do momento passam despercebidas. 

Vale checar as melhores fontes de faturamento da sua empresa e traçar estratégias para aumentar esses ganhos. Cabe ainda rever o enquadramento tributário e ter certeza se não é possível se encaixar em um regime com alíquotas menores. 

Motive sua equipe a ajudar na economia 

Aposte na sua equipe para encontrar soluções criativas tanto para reduzir custos quanto para identificar novas oportunidades de receitas. Realize campanhas motivacionais para manter o clima da empresa mais leve e o nível de produtividade mais alto.

Você também pode manter um canal de comunicação aberto entre toda equipe, incentivando os colaboradores a propor novas ideias, sem medo. Também é importante educá-los sobre as vantagens de se fazer mais com menos. 

Inove e implemente as mudanças o mais rápido possível

Pequenas empresas são capazes de gerar grandes resultados. Para isso, identifique no dia a dia quais produtos, serviços ou processos podem ser aprimorados. Ouça clientes para tentar descobrir alguma brecha de necessidade que possa ser melhorada ou mesmo suprida com pequenas adequações em seus serviços/produtos. 

É importante implementar e testar essas mudanças de forma rápida. Pequenas empresas tendem a ser beneficiadas pela capacidade de se organizarem com mais agilidade do que as grandes. Aproveite-se dessa adaptabilidade e saia na frente! 

Os maiores vilões da economia

Agora que você já passou por toda a etapa de análise e planejamento, é hora de colocar a mão na massa! Para reduzir custos, é necessário eliminar tudo aquilo que aumente o custo do seu serviço, mas que não gere valor. 

Contas fixas

Aluguel, contas de água e de luz são despesas que consideramos necessárias e, muitas vezes, não pensamos que elas podem ser reduzidas. Economizar e reduzir os valores dessas contas podem fazer uma grande diferença no final do mês. Despesas como o aluguel podem ser renegociadas em situações como essa que estamos passando. 

Estoque

O estoque excessivo configura, não só um desperdício de produção, mas também de espaço. Logo, você está pagando mais para guardar itens em uma área maior do que realmente precisa. Sem contar que um mal gerenciamento do estoque pode levar a compra de produtos desnecessários e perda por validade. Reunimos dicas para reduzir e organizar seu estoque aqui.

Fornecedor

Durante momentos de crise, para você reduzir despesas, pode tentar renegociar dívidas com fornecedores, diminuir o valor e a quantidade de produtos que você solicita, realizando compras menores, porém, mais frequentes. Pesquisar por outros fornecedores, que estejam dispostos a cobrir o valor do concorrente também pode ser uma boa ideia. 

Não importa em qual aspecto você vai reduzir os custos da sua controladora de pragas, lembre-se que uma crise também pode ser uma grande oportunidade e que um bom planejamento pode fazer a diferença na sua empresa. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *