3 passos para elaborar o plano de negócios da sua controladora de pragas

Publicado em: 23 de julho de 2020
Categorias: Sem categoria
plano de negócios

Errar no papel é bem melhor do que erra no mercado. Um plano de negócios é um documento que descreve por escrito os objetivos da empresa e quais caminhos devem ser seguidos para alcançá-los, diminuindo riscos e incertezas.

Esse planejamento demonstra se o negócio é viável, considerando estratégia, mercado, operações e gestão financeira. Como ele, é possível ter a oportunidade de antecipar os possíveis erros e entender os pontos fortes e fracos da sua controladora de pragas. 

Aprenda a elaborar o plano de negócios da sua controladora em três passos e tenha mais segurança e conhecimento para entrar nesse mercado

1. Analise o mercado

O primeiro passo para o seu plano de negócios é analisar o mercado. É essencial saber quem são os clientes, concorrentes e fornecedores, além de detalhar quais são os produtos e serviços que sua controladora vai oferecer. 

Assim, comece identificando o seu público-alvo e buscando informações detalhadas sobre quem é esse cliente, onde ele se encontra, se é pessoa física ou jurídica, como ele se comporta e o que ele busca em uma controladora. 

Você pode conseguir essas informações por meio da elaboração de questionários, entrevistas ou por análise da concorrência. Essas informações vão traçar um retrato do mercado e indicar se a empresa está indo na direção que desejam os futuros clientes. 

Após traçar o perfil do público, é importante pensar no posicionamento do serviço. Quais são os benefícios de dedetizar com a sua empresa? O que você oferece de especial? Qual a relação de qualidade e custo-benefício em relação aos seus concorrentes? 

Quanto mais dados sobre o mercado você tiver, mais conhecimento e subsídios suficientes para desenvolver, por exemplo, um plano de marketing e aplicá-lo em benefício da sua controladora de pragas. 

2. Defina os planos operacional e financeiro

Concluídas as etapas de amadurecimento da ideia do negócio, é hora de saber a melhor maneira de executá-la. E aqui entra em cena a elaboração dos planos operacional e financeiro. 

O plano operacional descreve como a controladora de pragas está estruturada: localização, instalações físicas e equipamentos. Também é possível fazer estimativas acerca da capacidade produtiva ou de quantos clientes é possível atender por mês, além de traçar quantos serão os funcionários e as tarefas de cada um. 

Já no plano financeiro, o empreendedor terá noção do quanto deve investir para concretizar a empresa e se o negócio é financeiramente viável. O documento deve conter, basicamente, as estimativas de custos iniciais, de despesas e receitas, capital de giro e fluxo de caixa e de lucros. 

Apresentar cada item dos dois planos em detalhe, etapa por etapa, oferece um panorama inicial de operacionalização do negócio, a fim de evitar desperdícios e otimizar as rotinas. Os custos pré-operacionais devem ser projetados, identificando o que será necessário adquirir para que a empresa seja aberta, como aluguel e reforma do espaço e as taxas de registro. 

Nessa etapa, é importante estipular o capital de giro, que é o montante de recursos para garantir o funcionamento normal da empresa, principalmente para as despesas e receitas. Liste, também, os equipamentos, ferramentas e veículos, elementos dos quais a empresa dependerá para funcionar. Nesse momento, observe a necessidade imediata de cada item ou até mesmo se alguns deles podem ser alugados ou terceirizados.  

3. Avaliação do plano de negócios e adaptações 

O plano de negócios é o começo ideal para sua empresa. Com ele, é possível antecipar situações e preparar-se para elas. Empreender é lidar com incertezas e o planejamento pode ajudar, principalmente no início da sua controladora de pragas

Para que seu plano seja eficiente e o mais próximo do real possível, é necessário ajustar as informações de mercado e estimativas de receitas e custos a medida em que elas forem mudando. 

Pesquise, estude e busque inspiração em empresas bem sucedidas dentro do seu ramo. Quanto maior o seu preparo e conhecimento, maiores as chances de crescimento do seu negócio. 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *